Polícia Civil captura envolvidos em assassinato no município de Parauapebas

A Polícia Civil do Pará capturou, neste sábado (09), duas pessoas (um adulto e um adolescente), envolvidos no assassinato de Wendel Fabrício Correa, 19 anos. Os dois foram localizados, na área urbana de Parauapebas, sudeste paraense, durante diligências policiais. No momento em que foram encontrados, os suspeitos foram flagrados com drogas e, por isso, irão responder em flagrante por tráfico de drogas. Após serem capturados, os dois confessaram participação na morte de Wendel e mostraram o local onde o corpo da vítima foi abandonado.

Outras duas pessoas já foram identificadas por envolvimento no crime. Uma delas, de apelido "Parauapebas", foi preso no último dia 4. A equipe policial comandada pelo delegado José Aquino, da Seccional de Parauapebas, localizou os autores do crime - Denilson Santos Verá, 18 anos, e um menor de 17 anos - no bairro dos Minérios, durante investigações sobre o local do possível paradeiro dos criminosos. Ao serem localizados, os suspeitos estavam com porções de drogas e por isso irão responder em flagrante por tráfico de entorpecentes.

Após a confissão, os dois levaram a equipe policial até o local onde estava o corpo de Wendel. O delegado Thiago Carneiro, superintendente regional da Polícia Civil no Sudeste Paraense, informa que os dois terão suas custódias requeridas à Justiça pelo homicídio. As suspeitas são de que a morte seja resultado de rivalidade entre membros de facções criminosas. As investigações continuam visando prender o quarto envolvido na morte.

DESAPARECIDO Wendel desapareceu por volta de 20 horas de domingo passado (03), após sair de casa, em Parauapebas. Na quarta-feira (06), vídeos em que mostram o rapaz sendo torturado e morto começaram a circular em grupos de aplicativo de celular. A vítima teve a cabeça decapitada. A mãe do rapaz reconheceu o filho no vídeo e procurou a Seccional de Polícia para registrar o boletim de ocorrência.