Presidente do Sindifisco/PA emite nota

Prezados colegas do Fisco Estadual do Pará,

Em razão da operação deflagrada pela Polícia Federal na manhã desta quarta-feira, 10, no bojo da apuração de fraude na aquisição de respiradores pulmonares pelo Governo do Estado do Pará, sinto-me no dever de compartilhar com vocês a seguinte opinião, que se mistura a sentimentos:

Em primeiro lugar, qualquer suspeita - por mínima que seja - de mau uso ou desvio do recurso público, seja por conduta ilícita, desidiosa ou coisa que o valha - deve ser apurada. É isso que a sociedade espera das Instituições numa democracia.

Não posso negar, todavia, a minha inquietação e angústia profundas diante dos fortes indícios e até mesmo das evidências de que está em curso uma disputa sobre os rumos da gloriosa Polícia Federal. De um lado, os que querem afirmar a PF como uma Instituição de Estado; do outro, os que a querem como aparelho político para proteger amigos e familiares e perseguir críticos e desafetos.

Inquieta-me o espetáculo sinistro em que se transformaram as operações policiais. Na hora de expor, levantar suspeitas, “mostrar serviço“, o espetáculo; nos casos, que não são raros, em que as suspeitas não se confirmam, o silêncio, uma notinha de rodapé, quando muito.

Que a verdade - de verdade - não se demore.

Charles Alcantara
Presidente do Sindifisco Pará