Para que isolamento seja mantido durante pandemia, indígenas começam a receber cestas básicas no Pará

O Ministério Público Federal (MPF) vem recebendo, desde o início da semana passada, uma série de vídeos e fotos de entregas de cestas básicas a famílias indígenas no Pará. São cestas fornecidas pela Fundação Nacional do Índio (Funai) em acatamento a recomendações e requisições feitas pelo MPF em âmbito nacional (https://bit.ly/2yjrTyt ) e estadual (https://bit.ly/2KWAQ3l) com o objetivo de evitar que os indígenas tenham que deixar suas moradias e se deslocar até as cidades durante a pandemia de covid-19 para comprar alimentos.

Além das equipes da Funai no estado e de organizações indígenas, o transporte das cestas até as Terras Indígenas (TIs) tem contado com o apoio das equipes dos Distritos Sanitários Especiais Indígenas (Dseis), vinculados à Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai), do Ministério da Saúde. Os Dseis se encarregaram sobretudo da limpeza e desinfecção das embalagens, para impedir a propagação do novo coronavírus nas aldeias.

Enquanto algumas entregas já foram realizadas, outras foram agendadas para os próximos dias ou – para o caso de áreas de difícil acesso – estão em fase de planejamento. À presidência e à diretoria de Promoção ao Desenvolvimento Sustentável da Funai, o MPF recomendou que sejam disponibilizados recursos materiais e humanos, equipamentos, transportes e todas as condições necessárias para que as coordenações regionais da Funai no Pará possam distribuir cestas básicas nas aldeias.

Às coordenações regionais da fundação no Pará, o MPF alertou para a necessidade da realização de parceria e articulação com os órgãos estaduais e municipais para o fornecimento de alimentos e materiais de higiene e limpeza aos indígenas, nas aldeias e nos centros urbanos, independentemente de fase de procedimento demarcatório do território étnico.

Fonte: MPF