Promotoria cobra providências para retirada de entulhos da praia

O Ministério Publico do Estado do Pará (MPPA) expediu ofícios à Defesa Civil e à Prefeitura Municipal de Salvaterra, através da promotora de Justiça de Salvaterra, Paula Suely Alves Camacho, solicitando a realização de vistoria e a tomada de providências cabíveis, por esses órgãos, para a retirada do entulho de barracas e construções localizadas na orla da Praia Grande, no Centro de Salvaterra.

Em abril deste ano, em virtude do fenômeno natural de Maré Alta, a praia inteira foi afetada e todas as barracas, pousadas e restaurantes da região costeira tiveram sua estrutura abalada, deixando para trás todo entulho e restos de materiais de construção das construções atingidas o que causou prejuízo aos proprietários, funcionários e frequentadores da praia.

"A Promotoria de Salvaterra preocupada com a atual situação da Praia Grande, que afeta diretamente a economia do Município, está buscando colher maiores informações que possibilitem a apresentação de um plano para a retirada do entulho resultante das barracas e demais construções atingidas pela Maré Alta", frisou Paula Camacho.

Foi expedido oficio ao Corpo de Bombeiros Municipal requisitando a realização de vistoria em todos os estabelecimentos comerciais existentes na área, e, a partir dessesrelatórios que servirão de auxilio para as tomadas de decisão, serão realizadas ações conjuntas entre os proprietários dos empreendimentos, a gestão municipal e o Ministério Público, visando a solução do problema.

"A cidade de Salvaterra além de seus munícipes recebe um grande volume de pessoas no período de férias escolares, notadamente nos meses de julho, dezembro e janeiro, e com a aproximação deste período, existe a preocupação em preservar a segurança também dos banhistas e turistas, que em sua maioria, são crianças e/ou adolescentes", complementou a promotora. (Ministério Público)