Polícia Civil deflagra operação para prender associação criminosa

A Polícia Civil deflagrou, operação que resultou em cinco prisões e nas apreensões de armas de fogo, veículos e documentos de identidade falsos, usados por integrantes de uma associação criminosa especializada em roubos na modalidade conhecida como "saidinha bancária". Eles foram presos em flagrante no momento em que planejavam um assalto na saída de uma agência bancária, no bairro de Nazaré, em Belém. Os presos são Jair Lourenço da Silva; Cleberson Freitas de Queiroz; Luiz Otávio Damião Bahia; Benneton Geová da Costa Malcher e Irlon Dias Gomes.

O objetivo da missão foi combater várias ocorrências de roubos cometidos pela associação criminosa. A operação foi realizada pela Divisão de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR). Uma arma de fogo foi apreendida. O objeto estava na posse de Irlon da Silva Gomes. O criminoso foi reconhecido como envolvido no atentado ao policial militar Jorge Antônio Rodrigues Nepomuceno. Ele foi ouvido e confessou o crime na Divisão de Homicídios em Belém.

Os investigados foram autuados por roubo qualificado, uso de documento falso e associação criminosa armada. Segundo a equipe de policiais da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR). Após várias ocorrências de roubos cometidos por associação criminosa, na modalidade “saidinha bancária”, iniciaram a investigação visando identificar e prender os autores dos crimes, e por meio da operação obtiveram sucesso nas prisões. (Polícia Civil)